DE MARIANA – A cidade de Mariana completa 320 anos neste sábado (16), e entre os seus quase 60 mil habitantes dá para perceber aquele jeito costumeiro de declarar o amor pelo município. Para homenagear os gaveteiros – como são apelidados os marianenses – fomos até a casa da ex-professora e entusiasta da cultura local Hebe Rôla, para perguntar o que há de mais típico entre os cidadãos que nasceram por aqui ou que já deram seu coração à Mariana.

1 – Gosta de fazer um texto em prosa ou em verso para discutir

Foto: Mariana Reis

Foto: Mariana Reis

(Já passou horas escutando um marianense contar histórias, casos ou declamar poemas?)

2 – Seja nativo ou adotivo, é fraterno e quer fazer de Mariana uma família

Foto: Flávio Ribeiro/VERTICES

Foto: Flávio Ribeiro/VERTICES

3 – Tem a gaveta aberta e tão logo chegue uma visita oferece a ela um cafezinho valente ou medroso

Foto: Larissa Helena

Foto: Larissa Helena

(Já escutou isso de um gaveteiro e não entendeu nada? Cafezinho valente vem sozinho e cafezinho medroso vem sempre acompanhado de bolo, biscoito, pãozinho de queijo, etc.)

 

4 – Ama fielmente a sua terra, é ufanista e declara suas primazias em quaisquer oportunidades

Mesmo fechadas, as igrejas "irmãs" são os maiores destaques da Praça Minas Gerais, em Mariana. Foto: Tainara Torres/VERTICES

Foto: Tainara Torres/VERTICES

5 – Faz a arte esvoaçar no voo dos pássaros, cantar no dobre dos sinos e batucar nos congados e no Zé Pereira da Chácara

Foto: Natalia Goulart/Ufop

Foto: Natalia Goulart/Ufop

 

6 – Defende com unhas e dentes as riquezas de Mariana, suas glórias, sua história

Foto: Larissa Helena

Foto: Larissa Helena

7 – Arde o cérebro nas escolas, reza nas igrejas e palestra em eventos para assegurar os direitos de Mariana, primaz das Minas.

Foto: Tainara Torres/VERTICES

Foto: Tainara Torres/VERTICES

COMENTE

You may also like

Comments

Comments are closed.