Vereador José Jarbas foi reeleito para o segundo mandato em Mariana. Foto: Flávio Ribeiro/VERTICES

Vereador José Jarbas foi reeleito para o segundo mandato em Mariana. Foto: Flávio Ribeiro/VERTICES

DE MARIANAReeleito com 973 votos na eleição de outubro para seu segundo mandato, o parlamentar José Jarbas (PTB) negou que tenha omitido duas de suas empresas em documento eleitoral.

Em entrevista por telefone ao VERTICES, Jarbas alegou que todos os salários foram “devidamente declarados”, mas não conseguiu explicar porque o nome da Faculdade de Administração de Mariana (Fama) e a Construtora Ramos Ltda não constam na declaração encaminhada ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Confira abaixo trechos da entrevista:

Depois de 2012, o senhor adquiriu três lotes em Cachoeira do Brumado, cuja soma resulta em cerca de R$ 400 mil,  e uma construção de mais de R$ 1 milhão em João Monlevade. A que se deve a aquisição dos lotes em curto período de tempo?

Está tudo na minha declaração, não só as informações das compras, mas também de onde vieram os recursos; da Câmara [de Mariana] e do trabalho na faculdade. Estão todos devidamente declarados.

Qual é o salário da Câmara? E qual é o da faculdade?

De cabeça eu não sei. Tem que consultar na declaração.

No site do TSE não tem de onde vem o recurso.

A minha declaração de renda é pública. Se você achar a minha declaração, lá tem de onde veio, que são dos salários. Não há nenhum problema.

Por que a Fama e a Construtora Ramos Ltda, duas empresas em seu nome, de acordo com a Receita Federal, não constam na declaração de bens do TSE?

Está tudo declarado, tudo bonitinho. Até porque eu gosto de declarar, ainda mais porque sou uma figura pública. Não tenho nada a esconder, pelo contrário. A declaração do candidato vai para a Justiça Eleitoral completa.

Então o senhor enviou todas as informações completas ao TSE?

Eu afirmo que a minha declaração com o imposto de renda como pessoa física foi entregue completa como manda a legislação, inclusive foi deferida pela Justiça Eleitoral.

//COLABOROU FLÁVIO RIBEIRO

COMENTE

Você pode ler também

Comentários

Os comentários estão encerrados.